Como Tudo Começou

Como tudo começou

“Ser feliz é entender que na matemática da vida, dividir é sempre a melhor opção. Ensinar o caminho para o conhecimento é ter o dom de transformar vidas”

Foi com esse pensamento que Sérgio Contente prosseguiu e trabalhou para melhorar as coisas ao seu redor, sem se preocupar com defeitos ou pensamentos negativos, simplesmente com o objetivo de mudar as coisas, exercendo a cidadania e levando a corrente do bem às pessoas.

  • Onde tudo começou…

    Em 2004 promoveu o MAC (Movimento dos Amigos Contabilistas) que deu origem a diversas práticas contábeis, o objetivo era juntar o maior número de assinaturas para entregar ao governo a indignação dessas práticas, em vias de regra, ajudar os contabilistas e clientes da Contmatic Phoenix.

    Com o objetivo atingido, procurou continuar com a força proveniente dessa ação e em abril de 2005 resolveu criar a ONG IDEPAC (Instituto de Desenvolvimento Profissional Amigos Contabilistas, Empresários Profissionais, Liberais e de Informática) para ajudar os jovens carentes oferecendo a eles condições de ensino tornando-os mais competitivos no mercado de trabalho que já formou até hoje, mais de 20 MIL pessoas.

  • Aulas Itinerantes

    Nesse ano, foi lançado a unidade móvel da ONG IDEPAC conhecida como Caminhão-Escola, um veículo totalmente equipado para se transformar em sala de aula e que até hoje, percorre as periferias e clinicas de reabilitação do Estado de São Paulo levando o conhecimento aos mais carentes.

  • IDEPAC agora é Fundação Sérgio Contente

    O tempo passou e foi se tornando mais natural a transformação de ONG para Fundação, porém para que isso se tornasse realidade, foi necessário mais uma vez o espírito de abnegação do seu fundador Sérgio Contente que depositou um patrimônio em dinheiro, bens móveis e/ou imóveis. Para coroar todos esses esforços e dedicação, com grande alegria, no fim de 2007, o Ministério Público autoriza a transformação da ONG IDEPAC para Fundação Sérgio Contente, uma entidade de ensino de utilidade pública sem fins lucrativos que até hoje é mantida apenas com o esforço do seu mantenedor.

  • Um novo desafio

    Com o tempo, além de manter o objetivo principal da Fundação, que era oferecer a “qualificação do jovem de baixa renda e a sua inserção no mercado de trabalho”, a Fundação sentiu a necessidade de ajudar também pessoas que já tinham atingido a maturidade, e com isso, iniciou diversas ações voltadas para exclusivamente para esse público. E devido ao enorme sucesso e diversas facilidades criadas para os jovens do nosso Brasil, a Fundação decidiu dedicar-se somente à Terceira Idade com diversas atividades para auxiliar e promover a melhor qualidade de vida das pessoas. Até hoje já são mais de 12 MIL idosos formados.

Em toda a sua existência e com ideias sempre mantidas pelo Fundador Sérgio Contente, a Fundação promoveu diversos projetos com o intuído de ajudar a sociedade a transformar vidas. Conheça algumas:

Campanha dos remédios

No período de abril/2007 a Outubro/2013, a Fundação colaborou com a Campanha dos Remédios arrecadando toneladas de medicamentos que ajudaram as vitimas de desastres naturais e centenas de entidades filantrópicas.

Campanha dos Aparelhos Auditivos

Projeto que arrecadou centenas de aparelhos e auxiliou diversas pessoas de baixa renda.

Caminhão Escola

Unidade móvel com 14 metros de comprimento que se transforma em sala de aula equipada com 25 microcomputadores e percorre as periferias, centros de reabilitação de dependência química e comunidades dentro de todo estado de São Paulo.

Caminhada pelos Parques

O objetivo do projeto é incentivar a prática esportiva reunindo crianças, jovens, adultos e idosos, e tem dado tão certo que a cada edição a Caminhada reúne em média 1 MIL novas inscrições. Na sua 9ª edição foram mais de 10 MIL participantes que se inscreveram através da doação de 1 quilo de alimento que é arrecadado e doado para entidades carentes.

Aulas de Dança

Mexer com a mente e com o corpo dos nossos alunos. É com essa ideia que a Fundação com o apoio do professor voluntário Raphael Carilho deu inicio em 2014 às aulas de dança para os alunos.

Pizza Solidária

Levando o amor e alimento aos mais carentes, o projeto conta com o apoio de alunos voluntários, um carro food truck e força de vontade para produção dos alimentos atendendo pessoas em situação de rua, asilos, orfanatos, entre outras entidades.